Você está aqui: Primeira página » Regional
Edição nº 372 | Ano XVIII | Fechada em 12/05/12 às 13h15
Cadernos
 Campus
 Cultura
 Eleições 2012
 Esportes
 Geralis
 Porto
 Regional
 Saúde
 Primeira página

Contato
 Escreva para nós
 Sugira uma pauta
 Colabore conosco

Sobre o Online
 Expediente
 Arquivo
 História

 Parceria InfoSpace
 Parceria U-Wire
 RSS

Especiais
 Eleições 2004
 Eleições 2006
 Intercom 2007

 Eleições 2008
 Eleições 2010
 Copa do Mundo 2010

 

 

 
Santos cria abrigo, mas faltam vagas para moradores de rua
sábado, 12 de maio de 2012

Nicole Siqueira

Envie esta matéria para um amigo Imprima esta matéria

 Nicole Siqueira

A Secretaria de Assistência Social de Santos (Seas) inaugurou no último dia 27, uma nova seção de acolhimento e abrigo provisório de adultos, idosos e famílias em situação de rua. A nova seção oferece enfermagem, triagem e encaminhamento a médicos, além de funcionar 24 horas. O local tem capacidade para 80 pessoas, mas é insuficiente para atender o número de moradores de rua.

O Projeto Cidadã Fênix, da Seas, promove a inclusão social da população de rua. O projeto atende pessoas de 18 a 65 anos, prepara e coloca moradores no mercado de trabalho, por meio de parceria com ONGs. Eles recebem uma bolsa auxílio de um salário mínimo, cesta básica e seguro de vida. O atendimento é feito na Rua General Câmara, 245/249, no Centro Histórico e o telefone é (13) 3221-8711.

O morador de rua Clei não conhece esse projeto. Sem contato com a família e cuidando de dois cachorros, ele mora há 11 anos na rua, e não frequenta os abrigos da prefeitura. ”Eu não gosto dos abrigos porque tem muita briga e confusão lá”.

A última estimativa da Secretaria de Assistência Social, de 2009, indica que 500 pessoas moram nas ruas de Santos. Um desses moradores é Silvio Luís, de 43 anos e há oito anos nas ruas. Silvio perdeu o contato com a família depois de ficar desempregado e se sentir um “peso” para os parentes. “Quando se perde o emprego e não consegue outro, a gente se torna um problema para família”, diz ele, que trabalhava como faxineiro.

Se você conhece alguma pessoa morando nas ruas, pode denunciar a situação para a Prefeitura pelo telefone 0800 1777 666.


Leia também no caderno Regional

 Lixo hospitalar é descartado em avenida de Guarujá
 Festa do Divino: uma tradição regional há mais de 300 anos
 No ponto de ônibus, a espera de um milagre


 

 

 

 

Twitter Página do Online no Facebook RSS do Unisanta Online Comunidade do Unisanta Online no Orkut

Há 1 ano no Online


Baixe as últimas edições »

Semana de Arte Moderna: 90 anos

Um século de glórias

Última impressão

O caminho das artes

 



Divulgação Secom-PMS

Baixe as últimas edições »

Saber terceira língua já vira diferencial no mercado

Tesouro quase esquecido

Universidades distanciam pais e filhos

Excesso de telefone pode afetar a convivência social


E mais: Jornal dos Jogos »

Edições: 1 | 2


Há 1 ano no Online


Superstição: gatos pretos são discriminados na adoção

Leia mais »



Há 5 anos no Online


Jornalismo Impresso e Online têm projetos para o Intercom

Leia mais »



Há 10 anos no Online


Quase metade dos jovens está desempregada

Leia mais »

 
 

 

UNISANTA Online - Jornal-laboratório desenvolvido por alunos do segundo ano do curso de Jornalismo da Faculdade de Artes e Comunicação (FaAC) da Universidade Santa Cecília. Correspondência: Rua Oswaldo Cruz, 277 - 11045-907 - Boqueirão - Santos/SP. © 1994-2012 Universidade Santa Cecília - Todos os direitos reservados. Reprodução de textos permitida mediante autorização. As matérias publicadas são de inteira responsabilidade dos alunos-repórteres, sob a coordenação dos respectivos professores-orientadores - não representando, portanto, a opinião da instituição.