Você está aqui: Primeira página » Campus
Edição nº 389 | Ano XIX | Fechada em 14/09/13 às 13h00
Cadernos
 Campus
 Cultura
 Geralis
 Porto
 Regional
 Saúde
 Primeira página

Contato
 Escreva para nós
 Sugira uma pauta
 Colabore conosco

Sobre o Online
 Expediente
 Arquivo
 História

 Parceria InfoSpace
 Parceria U-Wire
 RSS

Especiais
 Eleições 2004
 Eleições 2006
 Intercom 2007

 Eleições 2008
 Eleições 2010
 Eleições 2012
 Copa do Mundo 2010

 

 

 
20 anos de FaAC: mudanças na grade foram fundamentais
sábado, 14 de setembro de 2013

Vanessa Braz Pimentel

Envie esta matéria para um amigo Imprima esta matéria

 Vanessa Pimentel

Em 20 anos de FaAC, mudanças foram necessárias para que os cursos se mantivessem atuais e conseguissem acompanhar as novas tecnologias. Humberto Iafullo Challoub, jornalista e diretor da FaAc desde 1996, explica que as mudanças feitas na matriz curricular do curso de Jornalismo ocorrem sempre que se notam necessidades, tendo em vista a demanda do mercado.

Nesses 20 anos, aconteceram três mudanças. “Nas primeiras turmas, por exemplo, tínhamos uma disciplina chamada Videotexto, que era um sistema parecido com o e-mail atual. Aulas de Datilografia também eram necessárias, já que as matérias eram escritas com essa ferramenta.”

Com a chegada da internet, os professores começaram a pesquisar maneiras de se atualizar e então surgiu a ideia do jornal virtual. “Inicialmente, o Online era apenas uma atividade extraclasse. Como a internet estava começando a aparecer, um grupo de professores passou a se juntar nas tardes de sábado para fazer experiências com o Jornalismo virtual. O grupo era liderado pelo professor Darrell Champlin, que trouxe a prática do exterior.”

Só na segunda mudança curricular que o curso sofreu é que a disciplina passou a ser obrigatória. “Hoje o projeto já tem 16 anos e é o jornal laboratório digital mais antigo do Brasil”, orgulha-se o coordenador do curso, Robson Bastos da Silva.

Neste ano, a disciplina Instituições Regionais, Políticas e Sociais, ministrada pelo professor Marcus Vinicius Batista, foi incluída na grade horária da turma do primeiro ano. A matéria já existia e tinha sido substituída por Humanidades, mas os professores notaram que os alunos estavam chegando ao quarto ano com grande carência sobre as questões políticas. “Todo jornalista tem por obrigação saber os regimes políticos do país e entender esses processos, até porque ele é um agente repercussor disso”, afirma Challoub.

Teoria da Comunicação também sofreu alteração. Em vez de quatro semestres, a disciplina será ministrada em dois. Nos dois semestres restantes, os alunos aprenderão sobre Teoria do Jornalismo, onde serão discutidos conceitos sobre como trabalhar a informação.
Para 2014, as mudanças previstas incluem um novo formato para o Online e o Primeiro Texto.

Os alunos do segundo ano terão uma pauta igual para os dois jornais, tanto para a versão impressa quanto para a digital. “Assim vão aprender a falar sobre um mesmo assunto em diferentes linguagens”, acredita Robson. O jornal Primeira Impressão, aplicado no último ano do curso, passará a ser ministrado no terceiro ano, trocando de lugar com a Revista, que passará para o último ano.

Essas mudanças vão ocorrer porque o corpo docente observou como o universo digital vem ganhando cada vez mais força. Portanto, o mercado profissional está mais promissor para o ambiente web e áudio visual, que é mais trabalhado em revista.

Em 2015, a disciplina Empreendedorismo, também passará a ser ministrada em dois semestres, não mais em um. Aliada ao TCC, a matéria pode ajudar os alunos interessados em abrir seu próprio veículo, prática cada vez mais comum entre os formandos. A volta do estágio de jornalismo também passa a ser obrigatória a partir do ano que vem, por aprovação das novas diretrizes do curso pelo MEC.

Para a aluna do primeiro ano do curso, Roberta Caprile, a nova disciplina, Instituição Regionais, Políticas e Socias é muito importante e necessária para uma boa formação. “Antes não tinha noção sobre política e tudo que sei hoje é devido as aulas que assisto em classe”. Roberta se diz satisfeita com a grade horária atual.

Challoub acredita que as mudanças só vão acrescentar na vida universitária do aluno e que tudo vem para acompanhar as novas mídias sociais que estão surgindo. Por isso, preza estar sempre atualizado para que o curso ofereça o melhor ao aluno. “Até pouco tempo atrás, gerente de rede social não existia. Hoje você tem um jornalista que atua como profissional em redes sociais e isso aconteceu há mais ou menos cinco anos. A comunicação é mutante.”

Ele observa com otimismo essas mudanças, mas acredita que a base da profissão não muda, que é o caráter e a dedicação e cita Claudio Abramo: "O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter".

Robson, que faz parte desses 20 anos de FaAC, afirmou que o curso amadureceu bastante e elogiou os professores.

A preocupação é a mesma para os dois. A depreciação da formação de base, ou seja, os alunos saem da escola sem bagagem literária, imaturos, e a queda no ensino fundamental é visível. Por mais que os professores sejam esforçados, falta engajamento dos estudantes. “Hoje em dia temos muita informação e elas chegam por todos os lados e de todas as formas. Isso faz com as pessoas não se aprofundem nos assuntos e tudo se torna superficial. E isso não é só no Brasil, é a nível mundial”, explica Robson.




 

 

 

 

Twitter Página do Online no Facebook RSS do Unisanta Online Comunidade do Unisanta Online no Orkut

20 anos da FAAC

20 anos de FaAC: mudanças na grade foram fundamentais

Francisco La Scala conta sua experiência em 17 anos de FaAC

Professora dedica metade da vida à FaAC

Projetos aproximam alunos da comunicação ideal

Agência Aupp também comemora os 20 anos da FaAC

Gestão Comercial de Moda passa por transformações

Tradicional, curso de Artes Visuais ameaça fechar

Produção Multimídia é o caçula da FaAC

Laboratório de Rádio e TV da FaAC completa nove anos

Aluno da primeira turma de jornalismo relembra faculdade

Jornal dos Jogos: 16 anos de informação e bom humor

Jornalistas formados na Unisanta relembram os tempos de FaAC

Primeira Impressão faz edição especial sobre 20 anos da FaAC

FaAC celebra 20 anos de reconhecimento




Divulgação Secom-PMS

Baixe as últimas edições »

Universidades disponibilizam conteúdo gratuito online

Alunos jogam lixo nas ruas e causam transtornos

Internet tem leis e dá cadeia

Especial Comunitário: Jardim São Manoel

Aumentam as reclamações em sites de compras coletivas

Vida de ‘concurseiro’ não é fácil

Na feira, tomates, verduras e pedidos por votos

Estudantes se dividem entre aulas e afazeres domésticos

Orientação vocacional auxilia universitários

Voto nem sempre é local

Saber terceira língua já vira diferencial no mercado

Tesouro quase esquecido

Universidades distanciam pais e filhos

Excesso de telefone pode afetar a convivência social

Especial Inverno


Há 1 ano no Online


Baixe as últimas edições »

Especial 20 anos da FaAC

TCCs: Contribuição coletiva

Paulo Alexandre vence no primeiro turno

Saúde, o principal desafio da região

Suplemento: especial Milton Teixeira

Baixada aposta na Educação para reduzir desigualdade

Terceira idade: respeito e qualidade de vida

Economia aquecida

Semana de Arte Moderna: 90 anos

Um século de glórias

Última impressão

O caminho das artes


Há 1 ano no Online


Bem Estar

Melhor Idade

 

 

UNISANTA Online - Jornal-laboratório desenvolvido por alunos do segundo ano do curso de Jornalismo da Faculdade de Artes e Comunicação (FaAC) da Universidade Santa Cecília. Correspondência: Rua Oswaldo Cruz, 277 - 11045-907 - Boqueirão - Santos/SP. © 1994-2013 Universidade Santa Cecília - Todos os direitos reservados. Reprodução de textos permitida mediante autorização. As matérias publicadas são de inteira responsabilidade dos alunos-repórteres, sob a coordenação dos respectivos professores-orientadores - não representando, portanto, a opinião da instituição.